O Impossível aconteceu: Homem-Aranha é Maior e Melhor

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso conseguiu superar o primeiro filme em tamanho, representatividade e homenagens

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso conseguiu o que ninguém apostava que seria possível, superar o primeiro longa da trilogia. Ao olharmos a grandiosidade do filme de 2023, Homem-Aranha no Aranhaverso (2018) parece pequeno em meio a genialidade dos profissionais envolvidos.

O filme de 2018, trouxe um número menor de personagens em uma história sobre o multiverso, com diversas técnicas de animação e frames por segundo para impactar a audiência. Para se ter uma ideia, Miles Morales como Homem-Aranha aparece em menos frames por segundo do que toda a ação, para que assim as sequências emulem um Miles Morales meio atrapalhado em relação ao contexto, dando a sensação de que ele ainda não entendeu como é ser um Homem-Aranha.

Já o filme de 2023, ao colocar em tela Miles e Gwen no seu rolê por Nova Iorque, nos mostra um Miles Morales confortável como Homem-Aranha, mas que tem as inseguranças e sonhos de um adolescente, em plena jornada de maturidade. Não só ele, mas Gwen Stacy também passa por essa jornada, entregando também uma evolução dos arcos narrativos dos personagens.

Curioso que mesmo com o trio de diretores Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman vencendo o Oscar de melhor animação, com Homem-Aranha no Aranhaverso, a bilheteria mundial do filme foi de US$ 384mi. Enquanto ‘Através do Aranhaverso’ rendeu até aqui mais de US$ 600mi, talvez seja pelo incontável número de Homens-Aranha.

_ -

Homem-Aranha: Diversidade, Representatividade e Homenagens

O fã de quadrinhos, jogos, animações ou qualquer produto licenciado do Homem-Aranha, pirou com o cuidado dos diretores Joaquim Dos Santos, Kemp Powers e Justin K. Thompson, o trio responsável por Homem-Aranha: Através do Aranhaverso colocou em tela centenas de versões do personagem e até de vilões do Miranha, das versões Lego até a versão do Duende Verde do jogo de Atari (hoje em dia ela parece um boneco do Minecraft).

Mas a representatividade em Homem-Aranha sempre foi algo poderosa, mais um ponto positivo da animação de 2023, aqui ela ganhou mais camadas. Além de termos personagens negros, mulheres, versões de diversos países e até mesmo animais, Homem-Aranha: Através do Aranhaverso pode ter inserido nesse universo uma versão LGBTQIAP+ do Homem-Aranha, no caso da Mulher-Aranha e aqui estamos falando de Gwen Stacy.

As cores na animação também comunicam algo e no caso de Gwen-Aranha a predominância é de tons de rosa, branco e azul, essas são as cores da bandeira que representa a comunidade trans e talvez você esteja pensando agora que são coisas relacionadas à teoria das cores. Mas existe um outro indicativo que nos deixa com essa esperança, no quarto de Gwen, tem a bandeira da comunidade trans. 

Talvez a personagem seja uma aliada da causa LGBTQIAP+ pelo seu viés politizado, porém não deixa de ser um ponto importante a ser evidenciado e nos resta uma confirmação oficial dos produtores da série, que convenhamos pode ser que nunca aconteça.

A diversidade de personagens e visões dos diretores, garante a audiência o impacto que os criadores do personagem Stan Lee e Steve Ditko queriam empregar, com o primeiro personagem completamente mascarado da Marvel e que precisa lidar com problemas do cotidiano, entre enfrentar um vilão ou outro.

 

 

Mas os devidos créditos por essa diversidade precisam ser direcionados ao grande responsável. precisamos agradecer ao Homem-Aranha Donald Glover.

Talvez você não saiba do que estamos falando, mas o Espetacular Homem-Aranha com Andrew Garfield, poderia ter sido de Glover, por conta de uma campanha feita por fãs no Twitter, que queriam uma nova abordagem para o Homem-Aranha. Por fim, a comoção dos fãs mexeu com a Marvel que através de Brian Michael Bendis, criou Miles Morales (um dos personagens mais importantes das últimas décadas ao lado de Kamala Khan).

Apesar de hoje estar velho para interpretar Homem-Aranha, Donald Glover aparece em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, interpretando Aaron Davis, tio de Miles Morales e em ‘Através do Aranhaverso’ ele aparece em um frame (que nós vamos deixar para vocês descobrirem qual)

Homem-Aranha: Além do Aranhaverso

Fechando a trilogia, Homem-Aranha: Além do Aranhaverso chegará aos cinemas em Março de 2024. Mas para não ficar na vontade de curtir o amigãozão da vizinhança, Homem-Aranha: Através do Aranhaverso ainda está em cartaz nos cinemas e o primeiro filme da trilogia está disponível em diversas plataformas de Streaming como Disney+, GloboPlay e Paramount+.

 

Enquanto não temos um fechamento para essa história, talvez chegue por aqui na AUR um texto sobre o Gatuno e o Punk-Aranha, que tal?

Sobre o Autor ‘Prazer, Diego Silver!’

Pai, Preto, Nerd e Mestre Jedi na arte de fazer meu dia parecer que tem 48hrs. Sou apaixonado por One Piece e fui educado em um mix de Tokusatsu, filmes chineses às segundas-feiras e Blaxploitation. Prometo ignorar argumentos rasos, ao mesmo tempo que vou elogiar coisas bobas e edificar alegorias que vão ensinar que o mundo não é o playground do condomínio.

 

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories