O festival PSICA é diversidade e papo reto

O Psica, muito além de um festival multicultural, é um movimento artístico preto e periférico nascido na Amazônia que vem alcançando influência em todo o Brasil. A Psica Produções também é responsável por um selo, a Psica Gang, que reúne 17 artistas da música e das artes visuais e que este ano assinou contrato de distribuição musical com a Warner Music Brasil.

Colocando Belém do Pará na rota dos festivais independentes do Brasil, a 11ª edição do Psica acontece de 15 a 17 de dezembro, com o primeiro dia gratuito na Cidade Velha.

Grandes nomes da música brasileira e representantes da cultura preta são destaques na programação, como Jorge Ben Jor e Alcione, que fará um show inédito com participação de MC Tha. A identidade regional, explorando a periferia preta da Amazônia, também são marcas do evento que traz diversos mestres da cultura paraense e grandes aparelhagens de tecnobrega.

“Hoje estamos sentindo uma emoção inexplicável. A gente vem fazendo o Psica desde 2012. Mas esse ano tem um gosto diferente porque estamos fazendo com um certo conforto por causa dos patrocínios. O que tá acontecendo com o Festival Psica é algo raro: pessoas como eu e o meu irmão ter a oportunidade de realizar um evento dessa magnitude com um aporte financeiro… 

 

O que fica muito forte é uma sensação de alívio por tudo que passamos com a edição passada, de ter feito tudo aquilo sem patrocínio, e de ter certeza hoje que apostamos certo e que o retorno tá começando a chegar. E fica também muito o sentimento de gratidão pelas pessoas que estiveram presentes com a gente em todos esses anos de luta, à nossa equipe incrível e a nossa família que sempre nos apoiou em tudo”, celebra o diretor do festival, Jeft Dias.

 

_ -

Pra além dos shows o PSICA chega firme com várias ações: A aposta Psica, que abre seletiva para novos talentos da música feita na periferia da Amazônia paraense. Nela, 24 artistas serão selecionados para apresentarem pocket shows para produtores musicais, representantes de gravadoras nacionais e curadores de festivais internacionais.

O PSICA também fez o lançamento do curta-metragem sobre a força ancestral-futurista  feminina da Amazônia

A Amazônia é mulher. Preta, indígena, cabocla, urbana, ribeirinha. Matriarca ancestral e que aponta para o amanhã, que só pode existir se feito de água, mata, cuidado e resistência. Esse é o norte do vídeo-manifesto do Festival Psica 2023, uma ode ao feminino amazônida. O curta-metragem, que tem criação, roteiro, pesquisa e direção realizados por mulheres paraenses, foi lançado no dia primeiro de Dezembro, data que celebra o aniversário de 3 anos do Sambatuque, projeto que ocupa a Feira do Açaí. 

Além disso, para democratizar e fortalecer a diversidade, o Festival Psica lança a Lista Transfree, que garante entrada gratuita para pessoas trans, travestis e não-binárias no evento musical, que na edição deste ano reúne mais de 50 atrações nos dias 15, 16 e 17 de dezembro, em Belém. Entre os destaques da programação, shows de Alcione, Jorge Ben e Mateus Aleluia.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories