Neto

Postado por 04/05/2017

Estava fazendo umas pesquisas sobre canais de rap no youtube e consegui acessar 4 muito bons, com matérias, resenhas e opiniões sobre o rap e seus derivados. Fui olhar a caixa de comentários dos vídeos que mais me chamaram atenção – sim, olho caixas de comentário e pelo menos desses canais, as caixas são muito bem frequentadas – e todas elas tinham em comum pedidos massivos para entrevistar o Neto do Síntese.

O nome não me era estranho, então lembrei que ele que ele participou da faixa Plano de Voo do Álbum Convoque seu Buda do Criolo (2014), com versos que despertaram meu interesse por fugirem da “tríade do mal” vigente no Rap – Drogas, festas e sexo -.

Neto é cria de São José dos Campos – Vale do Paraíba (SP) e de 2010 até 2012 formou com o Leonardo Irian a dupla de rap, Síntese, que após um recesso em 2012, volta somente com o Neto , que preferiu manter o nome Síntese por entender que a mensagem que ele se propõe a passar é maior do que ele.

Neto canta sobre transcender, sobre espiritualidade, canta sobre fé mas sem se alinhar a alguma religião, sobre conexão com algo que não vemos mas que sabemos existir – algumas pessoas dão o nome, deus, outras, energia, outras universo -, canta sobre os diversos níveis de consciência e contextos sociais.

Em uma das inúmeras entrevistas que vi com Neto, ele diz que foi diagnosticado esquizofrênico com 18 anos por causa dos pensamentos frenéticos, constantes e por sentir em demasia o que ninguém ensina nas escolas. Em qualquer vídeo de entrevista com o Neto é impossível não ficar surpresa com a quantidade de informação e conhecimento que ele carrega, não reparar que ele deixa todos os entrevistadores sem palavras. Ele tem uma parada de pregador, de quem fala com propriedade de assuntos e lugares que poucas pessoas vão acessar.

O Neto é um agente de transformação. Ele é um rapper que está muito além do seu tempo, é possível que as palavras e as informações que ele transforma em música seja de difícil assimilação para muita gente, contudo vale a pena tentar ouvir e se deixar ser tocado. Neto celebra a vida e quer mudar o mundo.

“Hoje em dia a sensibilidade das pessoas tá sendo colocada a serviço do que não é relevante, do que arrasta. Nosso sopro é um tufão da vida de um muleque de 15 anos que tá vendo noiz, o muleque vai reparar em cada pedacinho do nosso corpo, em cada trejeito, tudo é uma sugestão.”

“O Síntese é isso, essa mensagem, essa ideia, esse compromisso com a verdade. É a verdade, as consciências, independente da nossa conduta, é a urgência da luta. Sempre foi o rap,né? Os mazeladão com a vida, no tratar das consciências e com dificuldade para se expressar ainda, eu creio que seja isso, tá ligado? É o que noiz consegue preservar de pureza no meio desse labirinto, sabe, é um depósito de pureza, é uma delicadeza, olha como são os brutos homens, que faz música, que faz rap e olha como a poesia é delicada, tá ligado? Eu acredito que seja muito sagrado isso e que eu quero levar essa energia, esse espírito de transformação que é o Síntese acima de tudo, é esse espírito da renovação que me pede uma conduta na minha vida, eu tenho que tá morrendo e renascendo todo dia

pra eu poder fazer show do Síntese, tá ligado? Pra eu poder levar esse espírito de transformação para as pessoas, pra executar essa obra que tá contida toda essa energia de transformação, de morte e renascimento e ressurreição”.

Citações da Entrevista do Neto para o Rap Box:

“Rap pra mudar o mundo. Essa é a missão do Sìntese.

Verso, Verdade & Vida. De São José pra reacender sua fé.

Sinta-se.

Amem. Amém

Imagem: RND

Assertividade: CHS Lança o Seu Novo Álbum “Tudo Pode Acontecer”

Por Matheus Iéti 04/05/2020

“Tanto faz o que ‘cê faz da vida, objetivo vai ser sempre um, dar conforto pra minha família meu patrão, não acredito em nenhum…” Assim CHS abre seu novo projeto oficial –  Tudo pode acontecer – (2020) Pirâmide Perdida. Contextualizando: Se você não está familiarizado com o rapper, posso te apresentar algumas faixas importantes ao longo de sua […]

Produção e Fotografia – Conheça: Sancho

Por Matheus Iéti 09/07/2020

Nas últimas semanas troquei idéia com quatro fotógrafos e descobri diferentes perspectivas de produção de conteúdo, olhar e, principalmente, de estilo na fotografia de rua.  Quanto mais o tempo passa mais percebemos a imensidão da criatividade e como ela é colocada em prática nos diferentes cantos da cidade, não sendo diferente com o Sancho que […]

Conheça o corre: I love my analog.

Por Matheus Iéti 26/06/2020

Ao longo das últimas semanas seguimos com a série: “Conheça o Corre” dentro dos artigos de costume do Radar. Este projeto visa entender o processo de criação de articuladores e articuladoras culturais que trabalham em mais de uma frente na produção artística  e de conteúdo. Posto isto, nos últimos dias bati um papo muito interessante […]

Conheça o corre: @_mulambo

Por Matheus Iéti 16/06/2020

Ao longo de 2019, nos conectamos com fotógrafas e fotógrafos no Rio de Janeiro. A experiência passada ao criar laços com esses e todos os outros articuladores culturais presentes no Radar vem sendo única e incrível. O cenário que estamos vivendo nos fez recorrer a outras formas de conexão dentro do processo de criação e […]