Minha primeira Música – Kim Camargo

Eu me lembro de várias cantoras em vários momentos da minha vida, em crescimentos e conhecimentos que tive e ainda estou tendo. Lembrar de uma música em específico ficou muito difícil e desafiador.

Lembro de quando eu deveria ter uns 11 anos e estar em casa com a minha mãe, escutando rádio e brincando ou me preparando para ir para a escola, de ouvir centenas de mulheres de vozes inigualáveis cantarem e de querer ser melhor amigo de alguma delas.

De fato, uma das cantoras que mais marcou a minha vida foi Helen Folasade Adu. A famosa Sade, quanto tocava na JB fm me fazia estagnar no tempo e tentar entender o que ela queria dizer com toda aquela canção, e o melhor: para quem?

Eu sei que ouvir ao saxofone e a voz dela pareciam tão naturais como se eu já conhecesse Sade por muitos anos. O incrível é que nós nos perdemos durante um tempo e nos reencontramos anos depois quando ela entrou em turnê, e um dos shows que aconteceu no Rio de Janeiro chamado Bring Me Home em 2011, no qual me arrependo de não ter ido, me fez sentir como um grande traidor. Cheguei a chorar e me isolar durante uma semana. Até hoje guardo essa tristeza dentro de mim.

Sade foi uma cantora que me fez conectar com uma paz e um amor que jovem eu não entendia e que agora, um pouco mais velho, entendo e quero viver. Aquelas letras sobre amores que curam, que fortalecem, que independente de estragos que possam acontecer, sempre os (re)encontros de você com um alguém que te conecta ao mundo.

Your Love Is King foi, de fato, é uma das primeiras músicas que eu ouvi e que me marcaram. O difícil é escolher uma só música de Sade quando se fala da deusa negra do amor.

Kim Camargo – Administrador por formação e amante das artes por vocação e admiração.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *