Minha primeira Música – Kim Camargo

Postado por 02/01/2018

Eu me lembro de várias cantoras em vários momentos da minha vida, em crescimentos e conhecimentos que tive e ainda estou tendo. Lembrar de uma música em específico ficou muito difícil e desafiador.

Lembro de quando eu deveria ter uns 11 anos e estar em casa com a minha mãe, escutando rádio e brincando ou me preparando para ir para a escola, de ouvir centenas de mulheres de vozes inigualáveis cantarem e de querer ser melhor amigo de alguma delas.

De fato, uma das cantoras que mais marcou a minha vida foi Helen Folasade Adu. A famosa Sade, quanto tocava na JB fm me fazia estagnar no tempo e tentar entender o que ela queria dizer com toda aquela canção, e o melhor: para quem?

Eu sei que ouvir ao saxofone e a voz dela pareciam tão naturais como se eu já conhecesse Sade por muitos anos. O incrível é que nós nos perdemos durante um tempo e nos reencontramos anos depois quando ela entrou em turnê, e um dos shows que aconteceu no Rio de Janeiro chamado Bring Me Home em 2011, no qual me arrependo de não ter ido, me fez sentir como um grande traidor. Cheguei a chorar e me isolar durante uma semana. Até hoje guardo essa tristeza dentro de mim.

Sade foi uma cantora que me fez conectar com uma paz e um amor que jovem eu não entendia e que agora, um pouco mais velho, entendo e quero viver. Aquelas letras sobre amores que curam, que fortalecem, que independente de estragos que possam acontecer, sempre os (re)encontros de você com um alguém que te conecta ao mundo.

Your Love Is King foi, de fato, é uma das primeiras músicas que eu ouvi e que me marcaram. O difícil é escolher uma só música de Sade quando se fala da deusa negra do amor.

Kim Camargo – Administrador por formação e amante das artes por vocação e admiração.

Assertividade: CHS Lança o Seu Novo Álbum “Tudo Pode Acontecer”

Por Matheus Iéti 04/05/2020

“Tanto faz o que ‘cê faz da vida, objetivo vai ser sempre um, dar conforto pra minha família meu patrão, não acredito em nenhum…” Assim CHS abre seu novo projeto oficial –  Tudo pode acontecer – (2020) Pirâmide Perdida. Contextualizando: Se você não está familiarizado com o rapper, posso te apresentar algumas faixas importantes ao longo de sua […]

Produção e Fotografia – Conheça: Sancho

Por Matheus Iéti 09/07/2020

Nas últimas semanas troquei idéia com quatro fotógrafos e descobri diferentes perspectivas de produção de conteúdo, olhar e, principalmente, de estilo na fotografia de rua.  Quanto mais o tempo passa mais percebemos a imensidão da criatividade e como ela é colocada em prática nos diferentes cantos da cidade, não sendo diferente com o Sancho que […]

Conheça o corre: I love my analog.

Por Matheus Iéti 26/06/2020

Ao longo das últimas semanas seguimos com a série: “Conheça o Corre” dentro dos artigos de costume do Radar. Este projeto visa entender o processo de criação de articuladores e articuladoras culturais que trabalham em mais de uma frente na produção artística  e de conteúdo. Posto isto, nos últimos dias bati um papo muito interessante […]

Conheça o corre: @_mulambo

Por Matheus Iéti 16/06/2020

Ao longo de 2019, nos conectamos com fotógrafas e fotógrafos no Rio de Janeiro. A experiência passada ao criar laços com esses e todos os outros articuladores culturais presentes no Radar vem sendo única e incrível. O cenário que estamos vivendo nos fez recorrer a outras formas de conexão dentro do processo de criação e […]