Lendo agora
Mangateca Comunitária DICRIA

Mangateca Comunitária DICRIA

O projeto de Financiamento Coletivo criado por Edson Jonathan da plataforma Anime Dicria visa criar uma Mangateca como um espaço de cooperação e aprendizado sobre o universo dos quadrinhos.

Um olhar sensível, vivendo intensas experiências enquanto indivíduo preto e periférico no Rio de Janeiro. Edson Jonathan é um ponto de mudança, que dá vida a necessidade de querer mais através da arte e da informação.

Inicialmente fotógrafo, Edson, ou melhor ED, cresceu amando a cultura preta e a cultura oriental, linguagens que se intercalam, vide uma infinidade de obras do Wu Tang Clan, o Lifestyle da BAPE, RZA, Madlib, Takashi Murakami, Kanye West e uma série de outros artistas que influenciaram e fizeram parte da formação cultural do comunicador.

Com a necessidade de fazer mais e melhor, dando vida as suas próprias linguagens, ED que anteriormente já colaborou com a AUR, ao meu lado especificamente, em uma série de shows, coberturas, projetos de sucesso como o RADAR e outras iniciativas criativas, passa a ver no design uma porta de entrada para um objetivo: comunicar a realidade do morro onde é cria e da Cidade que ele vive, através dos mangás e animes.

O Anime Dicria:

O perfil @animedicria foi criado após uma brincadeira com o anime Fire Force e Bangu, se tornando um projeto que une personagens de animações japonesas em situações cotidianas do Rio de Janeiro.

O perfil, publica semanalmente o Jornal Dicria, com os principais acontecimentos da semana no Rio, no mundo, e também no universo da cultura pop japonesa, contando com mais de 23 mil seguidores.

A campanha para a criação da Mangateca no morro do Fallet:

A ampla repercussão incentivou Ed a seguir com um outro projeto: o de criar uma biblioteca comunitária especializada em mangá no morro do Fallet, no centro do Rio. A meta do projeto é de 20 mil reais, considerando custos de aluguel e manutenção do espaço por um ano. A perspectiva é inaugurar a mangateca ainda no 1º semestre de 2022. Além do Catarse, é possível fazer doações via pix. 

Em paralelo a isso, o Anime Dicria ainda recebe doações de mangás e quadrinhos para quem quiser contribuir com o acervo. Essas doações podem ser feitas pessoalmente, na Feira da Glória, aos domingos, na Av. Augusto Severo, 2702, no bairro da Glória. A quem não tem essa possibilidade, há a opção de enviar por correio (o endereço pode ser solicitado via Instagram).

A campanha da mangateca foi montada em colaboração com o JBox, um dos mais antigos portais de cultura pop japonesa do Brasil, que está no projeto oferecendo apoio logístico e de divulgação, e não será beneficiário de nenhum valor doado para a campanha.

ED fala sobre o projeto:

“Todo mundo tá ligado do quanto se tornou impossível hoje em dia consumir mangás físicos, ainda mais quando estamos falando do público periférico. Os altos preços de títulos e poucas tiragens de volumes acabam afastando a periferia desse mundo. A Mangateca (biblioteca especializada em revistas de mangás) Comunitária será criada exatamente para combater toda essa falta de acesso.

Veja também

Infelizmente minha comunidade enfrenta uma grande barreira quando se trata de espaços culturais — tirando o campo de futebol, não existe nenhum ambiente de entretenimento e lazer! Por isso, além de ser um ambiente de leitura, nossa ideia é transformar nosso espaço para potencializar os jovens e adultos da comunidade do Fallet; e, focando nas crianças, é importante ressaltar que é essencial o contato mais cedo na infância quando se trata do processo de formação para novos leitores.

E, assim, com a ajuda de vocês, nossos apoiadores, conseguiremos chegar na grande mídia com esse impacto, mostrando o quão relevante é esse NOSSO projeto, pois não se trata só de mim, Ed, e nossos colaboradores daqui página, mas de toda nossa mobilização em conjunto nessa jornada. Pra quem não tá ligado: durante esses 5 meses já conseguimos mais de 2 MIL exemplares de Mangás/HQs. São três geladeiras LOTADAS e praticamente não tenho mais espaço na minha casa para guardar todos esses volumes! 

Dessa forma, projetamos para que nosso espaço para além de entretenimento seja também um espaço para oficinas — nosso projeto ALDEIA, que já já vamos soltar mais informações! — e, acima de tudo, um espaço seguro para todes! Nosso espaço de convivência compartilhará, além de informações verdadeiras, conteúdos de qualidade, espaço para desenvolvimento, troca de ideia, leitura, educação e, o mais fundamental, Afeto.” 

Para contribuir no Financiamento Coletivo basta clicar neste link:
E a plataforma também está recebendo doações através do e-mail: animedicria@gmail.com

De cria para cria! E ai, bota fé nesse corre?

Ver comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


© 2021 POTÊNCIA CULTURAL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.