Começou o verão! Circo Voador encerra o ano em festa

Depois de um hiato gigante durante a pandemia do COVID-19, o Circo Voador viu com toda certeza em 2023 um dos melhores anos da última década. De shows internacionais a muito hip hop, rock e samba, a primeira semana do verão, marca a última semana de eventos desse ano. Se você acha que o ritmo ia cair, pega a visão só dessa curadoria:

BAILE DA TOCAIA TRAZ SUA EDIÇÃO DE FIM DE ANO

Depois de uma inesquecível estreia na lona do Circo Voador, o Baile da Tocaia ganha uma suculenta edição de final de ano na quinta, 21 de dezembro. Uma noite regada com maravilhosas interpretações apresentadas pela banda Tocaia com participações que dão um tempero especial no palco. Na abertura, Natascha Falcão mostra suas músicas que dão água na boca. Deixando tudo ainda mais picante, DJ set ardente da Festa Xepa. Abertura dos portões: 21h.

Pra quem inacreditavelmente ainda não conhece e não se jogou com gosto nesse baile, A Tocaia nasceu do encontro de Bela Ciavatta, Mari Jasca, Paloma Ronai e Renata Neves, quatro mulheres de múltiplas linguagens e vivências artísticas que se juntaram e misturam nesse projeto seus diferentes olhares.

_ -

Com repertório diverso, a banda passa por clássicos do Forró Pé de Serra, cria releituras de sucessos atuais, como a música “Despechá” da cantora Rosália, e ainda inclui repertório autoral das integrantes do grupo. O jeito alegre e a qualidade musical da Tocaia vem sacudindo as redes, onde já somam mais de 4 milhões de visualizações, e arrastando multidões por onde tocam.

Iniciando os trabalhos lindamente dessa noite tem uma artista que queríamos ver há tempos em um show só seu: Natascha Falcão. A cantora e compositora pernambucana, radicada no Rio há dez anos, apresenta as músicas do seu primeiro álbum “Ave Mulher”, que foi lançado esse ano e nos leva a uma viagem por ritmos nordestinos, como maracatu, ciranda, frevo, mangue beat, coco, entre outros.

O disco é como se a gente estivesse tomando um belo banho de flor e a ajudou a receber APENAS uma indicação ao Grammy Latino na categoria Revelação. Pra completar essa noite maravilhosamente feminina, a Festa Xepa chega trazendo o melhor da feira com sets perfeitudos que misturam forró, calypso, tropicalidades, brega romântico, bahia bass e muito mais.

LETRUX COMO MULHER GIRAFA

Uma noite animalesca no Circo Voador! Letrux solta os bichos e apresenta o show do álbum “Letrux como Mulher Girafa”! Essa artista fera levanta voo novamente no palco que é praticamente seu habitat natural. Betina Polaroide chega montadíssima, palavras dela, para uma participação especial. Produtor do álbum e amigo de longa data da cantora, João Brasil faz o show de abertura. O Dj set é com a mulher de escrita selvagem Bruna Beber. Sexta, 22 de dezembro. Saia do ninho e venha conferir!

A escritora, cantora, compositora, poeta e atriz Letícia Novaes é um dos nomes de maior destaque no cenário da música independente contemporânea. Letrux, seu codinome artístico, ganhou uma grande notoriedade nacional e internacional. O álbum, produzido por João Brasil, apresenta 10 faixas inéditas, refletindo um estado de espírito da própria artista: ela mesma enquanto girafa, seu bicho-símbolo.

Betina Polaroide encantou todo o Brasil ao participar da Drag Race Brasil e participa do show da Letrux. João Brasil, que teve muitas histórias e projetos com a cantora, faz o show de abertura. A escritora Bruna Beber ataca de DJ e deixa essa noite ainda mais esplendorosa! 

 

MONOBLOCO + SIBC 

Verão torando, festas de fim de ano chegando e o Circo Voador entregando mais uma vez uma dobradinha explosiva pra começar as comemorações naquele pique. Sábado, 23 de dezembro, Monobloco e SIBC invadem o palco da lona pra mostrar porque são dois fenômenos musicais. No repertório, tem samba, tem MPB, tem pop, tem funk, tem carnaval! Antes e depois dos shows, rolam os sets chacoalhantes da DJ Nicolle Neumann. Os portões abrem às 21h.

E lá se vão mais de 23 carnavais desde que o Monobloco surgiu pra resgatar o fervo dos blocos de rua. O que começou com uma pequena oficina de batucada, acabou se tornando um acontecimento musical, que transformou o sentimento do carnaval em algo permanente, arrastando multidões em transe em, literalmente, qualquer lugar por onde passam.

E por falar em massa em transe, a gente espera começar a despedida de 2023 exatamente assim, embalados por aquela enxurrada de hits, como “Taj Mahal”, “Descobridor dos sete mares”, “Fio Maravilha” e muito mais.

Pro transe ser completo, a noite conta com o show de outra potência sonora: Samba Independente dos Bons Costumes. Formada por uma nova geração de sambistas desse hell de janeiro, a roda de samba é uma das mais disputadas da cidade e aposta em um repertório todo trabalhado nos clássicos, do pagode ao partido alto. É pra cantar até ficar rouco.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Top 3 Stories