Lendo agora
Jonathan Ferr, Sain e Joca em Sombra & Água Fresca

Jonathan Ferr, Sain e Joca em Sombra & Água Fresca

Convidamos o trio para falar sobre esse lançamento que marca uma colaboração inédita no hip hop nacional.

Conexões são feitas de pessoas. Poderosas conexões artísticas são feitas de pessoas e boas energias. “Sombra e Agua Fresca” é uma ótima demonstração disso.

Os jovens e potentes Jonathan Ferr, Sain e Joca, junto com os produtores Theo Zagrae e Beno, construíram um projeto que demonstra identidade musical e comprova que conexões verdadeiras dentro da música ainda são importantes. Não somente pelos números que os artistas podem atingir, mas sim por uma entrega de extrema qualidade que envolve música, vídeo e conceito, 3 pilares que ainda são importantes para a nossa geração.

Com produção executiva da MangoLab o curta de JOCA, Sain & Jonathan Ferr “Sombra & Água fresca” teve direção feita por @sthefanybs.

Como surgiu o nome?

Na entrevista, Joca pontua que o Nome do projeto Sombra & Água Fresca surgiu da ideia do primeiro refrão. A partir dessa linha de escrita os artistas trabalharam a união de duas músicas: Sombra (Faixa 2) e a primeira do disco.

Sain diz que chegou com alguns versos escritos e a partir disso o trio passou a brincar com a dualidade entre Sombra & Água Fresca, trocando referências dentro e fora do estúdio dando mais peso e profundidade para a obra que mescla uma série de gêneros musicais que vai do Rap ao Jazz, flerta com o Drill e chega até o UK Garage sem esforço.

Foto por: @lilo.oliveira_

Qual o caminho para a faixa 1?

Jonathan Ferr faz uma ponte que dá vida a explicação de Joca, o artista cita o fato de Theo Zagrae trazer o teclado para suas mãos e pedir pra ele montar a melodia dos primeiros sons. “Toca aí.”

Com influência de J Dilla, uma das principais referências dentro do hip hop para Jonathan Ferr, o trio passou a incluir dentro do processo de construção do projeto suas percepções pessoais, já que antes desse encontro os artistas não se conheciam pessoalmente. “A coisa aconteceu genuinamente.”

Foto por: @lilo.oliveira_

Qual foi o processo de construção da faixa Sombra?

O UK Garage e o Drill são alguns dos gêneros musicais que os artistas mais tem ouvido nos últimos tempos. Pegando essas referências com um toque de maestria no instrumental produzido por Beno e Theo Zagrae chegamos a uma soma lógica: experiência e acerto.

Ferr ressalta que durante o processo algumas faixas foram descartadas, até mesmo uma faixa com linha de funk. O pianista comenta com olhar de felicidade sobre os momentos em que Joca e Sain escreviam suas letras e como os flows e as métricas passeavam nas produções de Theo e Beno.

Como foi o processo para a criação do curta?

Joca responde dizendo que o projeto surgiu a partir do intermédio da Mangolab com a intenção de direciona-lo para o m-v-f (https://www.musicvideofestival.com.br/en/financing/) em parceria com poodle que quer incentivar a produção de vídeo clipes no país. A plataforma surgiu em 2013, que tem como objetivo a divulgação e celebração da produção audiovisual de vídeos musicais, destacando sua importância e influência como expressão criativa, tecnológica e cultural.

O artista ressalta que o projeto já foi pensado em uma mecânica voltada para o trabalho audiovisual. Outro destaque fica no fato de não existir um protagonista no clipe, onde os três tem seu destaque mas abrem espaço para Leo Garcia, Dançarino e coreógrafo brilhar. “Ele sendo da dança é afetado pela música de uma forma completamente diferente.”

Ferr pontua: “Esse EP dialoga muito com a cidade, principalmente em um período de pandemia onde buscamos momentos de paz, de água fresca, de estar com as pessoas que a gente ama e de conforto para esse mundo caótico que vivemos.”

Veja também
Barroso Eus

Foto por: @lilo.oliveira_

Por que o interlúdio do EP não foi para as plataformas de streaming?


Sain comenta que ela foi feita intencionalmente para o curta, ela funciona como uma transição entre a faixa 1 e 2, como um aperto de mão entre ambas.

“Foi maneiro a gente brincar com isso. Normalmente nós pensamos nas clipes como acessórios para as músicas mas pensar na música como acessório pro clipe nos permitiu construir algo muito interessante.”

Joca

Por que soltar as acapelas e os beats no projeto?

Sombra & Água Fresca é um processo de provocação, isso explica o fato do EP ter duas faixas fechadas, duas acapelas e dois instrumentais. “Esse projeto é um álbum aberto, um guitarrista pode fazer novos acordes, outros rappers podem rimar, nós amamos essa provocação.”

Foto por: @lilo.oliveira_

Considerações finais

Os artistas passaram sentimentos de troca importantes, ambos acompanham os trabalhos solo uns dos outros e estão bem animados com o resultado final da obra. O trio manda um salve para Leo Garcia, dançarino que protagonizou o curta, para Beno e Theo Zagrae, assim como a Mangolab que permitiram esse encontro e a própria m-v-f que deu vida a um dos melhores projetos visuais de 2021.

Sombra e Água Fresca está disponível em todas as plataformas e você pode conferir aqui:

Ver comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.


© 2021 POTÊNCIA CULTURAL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.