A vida Imortal de Henrietta Lacks

Imagine você ter um câncer, vir a falecer, uma mostra de suas células serem retiradas sem a permissão de sua família, a indústria farmacêutica lucrar bilhões, médicos ganharem prêmios e a sua família além de estar na miséria, não ter o mínimo de conhecimento sobre isso?

Parece ficção não é mesmo? Pois antes de virar ficção, essa história é real.

Tomei conhecimento dela através do livro A vida Imortal de Henrietta Lacks em 2012.

Henrietta Lacks, mulher negra americana, mãe de 5 filhos, é vitimada pelo câncer aos 31 anos em 1951 nos EUA. Os médicos retiraram um pedaço do tecido do colo do útero com câncer para tentar descobrir como ele avançou com tamanha rapidez e percebem que as células têm um poder de multiplicação jamais visto. Eles fizeram o sequenciamento do genoma das células, conhecidas como HeLa, as células foram utilizadas para ajudar a desenvolver as mais importantes vacinas e medicamentos contra o cancro, fertilização in vitro,mapeamento genético, clonagem, sem o conhecimento de absolutamente ninguém da família de Henrietta, ou seja, sem consentimento.

Agora além do livro, teremos também o filme para que a história de Henrietta Lacks chegue ao conhecimento de mais pessoas. The Immortal Life of Henrietta Lacks estreia no dia 22 de abril nos EUA, o filme é contado através dos olhos de sua filha, Deborah Lacks (Oprah Winfrey).

E sim, as células HeLa continuam se multiplicando ainda hoje.

See Also

Assista ao trailer abaixo:

Imagem: Coming soon

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Scroll To Top